Tuesday, December 11, 2012

4o mes e ainda mais 5 pela frente

Entrei no 4o mes e apesar dos tres primeiros meses terem sido meio lentos, agora ta passando relativamente rapido.

Mais duas semanas e eh a semana de Natal. Vejam voces: o ano esta realmente no fim! Mais um que se foi, mais um que vem aih. Quer dizer, se essa historia de fim do mundo nao foi verdade, ne? Pessoalmente nao acredito que sera assim tao abruptamente (mas nao descarto a possibilidade do mundo acabar em alguns seculos).

Voltando... Dia 3 de janeiro saberemos - se o bebe deixar - se teremos um menino ou uma outra menina. Daih vem a saga dos nomes. Nao temos nomes pra meninos - sonhei com Lucas e desde entao (3 semanas atras) nasceram 2. A logica por tras da escolha do nome dos nossos rebentos eh simples: tem que ser um nome facil em 3 linguas - portugues, ingles e romeno. E os nomes que gosto nao se encaixam aih. Por exemplo: gosto de Guilherme, mas ja viu gringo tentando ler o nome? Ja nao gosto de William. Tiago tambem me atrai - o equivalente em ingles eh James (tudo a ver, ne?) que eh comum demais pra mim.

Entao pra evitar a tortura antecipada, vamos comecar a pensar nisso em janeiro. Acho nome uma coisa tao seria, porque eh quem carrega que tem que gostar dele, certo?

4 comments:

  1. acho o nome do meu marido bem internacional: martin! : )

    ReplyDelete
    Replies
    1. Vai pra lista, Helo!

      Delete
  2. Alessandra2:03 PM

    Esse negócio de nome comum em várias línguas é complicado pra burro, a não ser que vc aceite cair naquela mesmice dos nomes que 9 entre 10 expatriadas dão aos seus filhos. Veja bem, nada contra os nomes, mas por serem talvez os mais fáceis, acaba que daqui a uns anos vc vai ter tod uma geração de crianças de mães brasileirsa e pais estrangeiros, todos com o mesmo nome. Lucas, Sofia, Isabela, Alice, Noah, Benjamin, Julia.... acho nomes muito bonitos, mas vai dar uma passada nesses blogs afora para vc ver como só dá esses nomes.
    Realmente não é fácil, mas sabe o que, acho que vc tem q dar o nome q gosta e o povo é que aprenda a falar. Pode até ser que eles não falem da mesma forma que nós pronunciamos em português, mas se aprendemos os nomes deles, porque eles não podem aprender os nossos? Questão de hábito.
    Boa sorte com o nome e depois vem contar pra gente!
    Beijão

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Alessandra, eu adoro nomes simples e curtos para meninas e varios deles soam bem em varias linguas. Infelizmente nao funciona pra homens. E infelizmente tambem essa coisa de ter filho eh uma democracia: o pai tem direito a opiniao. No caso do meu marido gringo, ele nem cogita a hipotese de um nome puramente em portugues (tipo Pedro), porque ele nao quer ter trabalho de aprender a falar o nome do filho. Dai ele me ameaca com nomes Romenos, que eu nao aceito nem a pau - nao pela pronuncia, porque eu me viro bem - mas porque acho nomes diferentes demais pros meus padroes. E nesse caso nao eh diferente porem bonito/sonoro/interessante.
      Dai ja viu, ne? Mas resolvi perder o sono com isso soh quando chegar a hora.

      Delete

Uuuuh, so you decided to comment, huh? Well done!